SERVIÇOS

Cidade Poética
O projeto “Cidade poética: efeitos e afetos urbanos” propõe a ocupação do espaço público de formas variadas para que ele não seja mais tido como propriedade do poder público, e sim exercício possível de gestão coletiva. Buscando propor reflexões sobre a ocupação de espaços públicos, a ANDES esta realizando um ciclo de encontros e práticas durante o ano de 2016 em parceria com o Sesc Santos.
Praças de Comer: Semeando Hortas Urbanas em Santos
O projeto "Praças de Comer: Semeando Hortas Urbanas em Santos", realizado no Sesc Santos entre abril e novembro de 2015, tem por objetivo proporcionar aos participantes os subsídios teóricos e práticos para que os mesmos consigam implementar uma horta urbana comunitária.

A Agricultura Urbana vem ganhando destaque no cenário mundial e nacional e reafirmando-se como um fator permanente nos processos de desenvolvimento sustentável das pessoas e da sociedade. Diversos países do mundo incentivam e implementam projetos de Agricultura Urbana, como Alemanha, Rússia, Portugal, Canadá, Cuba, Costa Rica, Equador, México, Peru, Chile, Colômbia, Argentina, Namíbia, Costa do Marfim, Gâmbia, Guiné-Bissau, Zimbábue, África do Sul e Tanzânia. No Brasil, diversos municípios dos estados da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Piauí, Acre, Pernambuco, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo contam com movimentos populares incentivadores da Agricultura Urbana através da implementação de hortas urbanas comunitárias. Novas perspectivas surgem com o movimento da Agricultura Urbana requerendo a compreensão do caráter dinâmico do espaço urbano e das formas de organização dos cidadãos e do seu envolvimento no processo, para que se possam definir formas de intervenção possíveis. A produção agrícola urbana requer espaços adequados e tratamento especial, sendo necessário identificar aqueles não utilizáveis para outros fins, ou que possam ser temporariamente utilizados pela Agricultura Urbana. A diversidade de espaços disponíveis e sua ocorrência dispersa no tecido urbano poderão potencializar a prática da Agricultura Urbana, trazendo benefícios a toda a cidade e contribuindo para a solução de problemas sociais, econômicos e ambientais.

O projeto esta sendo realizado por meio da articulação com instituições públicas e privadas visando parcerias para sua viabilização e posterior continuidade, com um curso prático e teórico e uma horta em uma praça, além de prestar assessoria para iniciativas que surjam em outros lugares.
Programa Petrobras Agenda 21 (2012 em andamento)
Prestação dos serviços de coleta, pesquisa, compilação e fornecimento de dados e informações para Agenda 21 Comunitária – em seis comunidades localizadas nos municípios de São Vicente e Paulínia, tendo por objetivo implementar a construção e atualização do processo de Agenda 21 Comunitária por meio das seguintes etapas:

Sensibilização - Sensibilizar para a importância do Programa Petrobras Agenda 21;

Pesquisa de Campo - Levantar dados primários sobre a realidade local a partir do olhar dos residentes, por meio de pesquisa de campo;

Reuniões Temáticas - Elaborar um diagnóstico socioambiental para apresentação dos resultados à comunidade;

Fórum da Agenda 21 Comunitária - Elaborar um relatório com subsídios para a orientação de planejamento das ações, projetos e proposição de políticas a serem consolidadas no Plano de Desenvolvimentos Sustentável da Agenda 21 Comunitária;

Inventário arbóreo em São Caetano do Sul/SP (2010)
Levantamento, identificação e cadastramento de todos os exemplares arbóreos existentes em vias públicas urbanas no município de São Caetano do Sul; Levantamento, identificação e cadastramento de todos os locais disponíveis e aptos para novas árvores nas vias públicas urbanas; Tabulação e sistematização das informações coletadas no trabalho de campo e apresentação dessas informações na forma de relatórios individuais para cada logradouro público. Os resultados esperados são:

- Estabelecimento de novo suporte legal para proteção da qualidade ambiental e de vida no município;

- Organização e padronização das práticas;

- Estratégia comum das prioridades e padrões no levantamento;

- Identificação de todos os locais públicos aptos para arborização, possibilitando a definição da espécie adequada para cada local;

Dados exatos sobre risco da arborização, área verde arbórea estabelecida, diversidade de espécies, e participação de espécies exóticas e nativas;

Habilitação de ferramenta para gestão, manejo e monitoramento da arborização urbana e áreas verdes urbanas;

- Possibilidade do plantio de novas árvores na cidade viabilizado por compensações ambientais, compensação voluntária de emissões de GEE e de ações de responsabilidade socioambiental; Adensamento arbóreo positivo; Acompanhamento do plantio pela Administração Municipal.
Implantação de Horta Medicinal com canteiros de Plantas Medicinais e Condimentares (2009)
A atividade teve por objetivo a adaptação e melhoramento dos canteiros existentes na área do Parque Botânico e Escola de Ecologia Jânio da Silva Quadros localizada no município de São Caetano do Sul para o plantio controlado de plantas medicinais e condimentares como atividade prática do Curso de Capacitação em Cultivo e Oficinas de Conscientização Sobre Uso de Plantas Medicinais e Condimentares. O atendimento foi feito prioritariamente as 50 pessoas participantes das atividades de capacitação e conscientização e, ainda promovendo o resgate do saber popular no cultivo e uso das plantas medicinais e condimentares, reunindo em um local o maior número de espécies dessas plantas, para que as pessoas possam visitar e reconhecer corretamente a planta a ser utilizada. Para facilitar o aprendizado de todos os visitantes propomos a criação de uma área nova de plantio com forma diferenciada na disposição dos canteiros, incorporando conhecimentos da medicina complementar com o uso de plantas para a cura e prevenção de doenças aliando-se aos saberes da medicina chinesa que descrevem que os órgãos do corpo humano possuem duas horas de pico máximo de atividade diária e assim compondo-se um relógio do funcionamento dos órgãos internos do corpo humano com aproximadamente 100m².
Curso de Plantas Medicinais e Condimentares (2009)
Curso de capacitação em cultivo de plantas medicinais e condimentares e oficina sobre formas de uso no município de São Caetano do Sul. A atividade de capacitação teve por objetivo promover o resgate popular no cultivo e uso das plantas medicinais, bem como reunir em único local o maior número de espécies de plantas medicinais atualmente utilizadas pelo SUS e regulamentadas pela ANVISA para que as pessoas possam visitar e reconhecer corretamente a planta a ser utilizada. O curso e a instalação de canteiro com as espécies indicadas foram realizados nas dependências do Parque Botânico e Escola de Ecologia Jânio da Silva Quadros no bairro Assunção.
Exposição e Palestra para funcionários e clientes do Banco Real (2008)
Levantamento histórico e urbano tendo por objetivo identificar e analisar os edifícios isolados e os conjuntos arquitetônicos da cidade de São José do Rio Pardo, remanescentes do período de sua formação, ao ano aproximado de 1950, considerado marco referencial do advento da Arquitetura Moderna na região em questão. A identificação do patrimônio ambiental urbano foi orientada para a recuperação das imagens da cidade, como referencia e identidade dos diversos grupos que compõem a comunidade: como se formaram, evoluíram e se organizaram, através de elementos de caráter histórico, sociológico e antropológico.
Curso de capacitação em empreendedorismo para a implantação de Fábrica de Sorvete (2007)
Curso de capacitação em empreendedorismo para a implantação de Fábrica de Sorvete. Sensibilização de jovens atendidos pelo departamento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social da Secretaria de Ação Social de Santos – Sorveteria / Rede de Colaboração Solidária, para a autogestão e alternativa para geração de renda, tendo como foco a implantação da Fábrica de Sorvete, utilizando metodologia que partiu da identificação do perfil dos participantes sensibilizando-os para a organização de uma atividade coletiva, compondo o grupo interessado na implantação de uma Fábrica de Sorvete e a organização da gestão desse empreendimento a partir dos princípios da economia solidária.
Curso de Capacitação em Criação de Minhocas e Produção de Húmus (2007)
O curso oferecido pela ANDES em parceria com a Prefeitura de Santos e Sociedade Pró- Melhoramentos da Vila Gilda, Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) e Petrobrás promoveu a formação de 20 alunos, tendo por objetivo capacitar os participantes para a produção do próprio húmus para próprio uso em hortas e jardins e revenda. Esta iniciativa incentiva também a coleta seletiva, onde a comunidade pode colaborar com a doação do lixo orgânico para a produção de composto e húmus.
Cadastro de fornecedor de serviços com o SESC (2012)
Realização de cadastro de fornecedor de serviços com o SESC e realização de diversas oficinas na unidade do SESC Santos, tais como Oficina de Uso Caseiro de Plantas Medicinais, Oficina de Barquinho de Madeira, Oficina de Aromaterapia, Oficina de Confecção de Saches Naturais entre outras.

Padaria Artesanal (2012)
Implantação da Padaria Artesanal, programa do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, na comunidade da Ilha Diana em Santos.

Inventário arbóreo em Cesário Lange/SP (2011)
- Levantamento, identificação e cadastramento com georeferenciamento de todos os exemplares arbóreos existentes em vias públicas urbanas no município de Cesário Lange; Levantamento, identificação e cadastramento de todos os locais disponíveis e aptos para novas árvores nas vias públicas urbanas;Tabulação e sistematização das informações coletadas no trabalho de campo e apresentação dessas informações na forma de relatórios individuais para cada logradouro público. Os resultados esperados são:

- Estabelecimento de novo suporte legal para proteção da qualidade ambiental e de vida no município; - Organização e padronização das práticas; Estratégia comum das prioridades e padrões no levantamento;

- Identificação de todos os locais públicos aptos para arborização, possibilitando a definição da espécie adequada para cada local;

- Dados exatos sobre risco da arborização, área verde arbórea estabelecida, diversidade de espécies, e participação de espécies exóticas e nativas;

- Habilitação de ferramenta para gestão, manejo e monitoramento da arborização urbana e áreas verdes urbanas;

- Possibilidade do plantio de novas árvores na cidade viabilizado por compensações ambientais, compensação voluntária de emissões de GEE e de ações de responsabilidade socioambiental;

- Adensamento arbóreo positivo;

- Acompanhamento do plantio pela Administração Municipal. Apresentação pública dos resultados na Câmara Municipal de Vereadores em 25 de maio de 2011.
Exposição e Palestra para funcionários e clientes da Rede Carrefour (2009)
Realizações de Exposição e Palestra sobre as atividades da ANDES para funcionários e clientes da Rede Carrefour atendendo a convite da loja Conselheiro Nébias no município de Santos em comemoração ao dia do Meio Ambiente.
Oficina de capacitação em confecção de bolsas em banner para Coca-Cola (2009)
Oficina de capacitação em confecção de bolsas em banner em Ribeirão Preto e prestação de serviços para a empresa Refrescos Ipiranga (Coca-Cola) na confecção de bolsas em retalhos de banner da empresa realizado por 13 participantes moradores do bairro Ipiranga em Ribeirão Preto visando a geração de trabalho e renda das participantes.

Inventario da Memória Arquitetônica e Urbana do município de São José do Rio Pardo (2008)
Levantamento histórico e urbano tendo por objetivo identificar e analisar os edifícios isolados e os conjuntos arquitetônicos da cidade de São José do Rio Pardo, remanescentes do período de sua formação, ao ano aproximado de 1950, considerado marco referencial do advento da Arquitetura Moderna na região em questão. A identificação do patrimônio ambiental urbano foi orientada para a recuperação das imagens da cidade, como referencia e identidade dos diversos grupos que compõem a comunidade: como se formaram, evoluíram e se organizaram, através de elementos de caráter histórico, sociológico e antropológico.
Curso de capacitação em cultivo de plantas medicinais e condimentares (2007)
Curso de capacitação em empreendedorismo para a implantação de Fábrica de Sorvete. Sensibilização de jovens atendidos pelo departamento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social da Secretaria de Ação Social de Santos – Sorveteria / Rede de Colaboração Solidária, para a autogestão e alternativa para geração de renda, tendo como foco a implantação da Fábrica de Sorvete, utilizando metodologia que partiu da identificação do perfil dos participantes sensibilizando-os para a organização de uma atividade coletiva, compondo o grupo interessado na implantação de uma Fábrica de Sorvete e a organização da gestão desse empreendimento a partir dos princípios da economia solidária.
Curso de Capacitação em Educação Ambiental e Horta Comunitária (2007)
Um programa de capacitação de professores da rede pública municipal. Teve por objetivo a formação de agentes multiplicadores diretos em ações pedagógicas ambientais visando à participação dos mesmos na implantação dos programas HORTA NA ESCOLA e HORTAS COMUNITÁRIAS em bairros carentes - ambos da Prefeitura Municipal de Santos - dentro de uma perspectiva eco-social. Parceiros: Apoio da Prefeitura Municipal de Santos através da Secretaria Municipal da Educação e FNDE/MEC – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação/Ministério da Educação com a aprovação de verba parcial para a execução do programa.
Curso de “Cuidadores” de Pessoas com Deficiência (2007)
Curso de “Cuidadores” de Pessoas com Deficiência, envolvendo um Programa de capacitação de agentes comunitários como “cuidadores” de pessoas com deficiência, teve por objetivo a formação de agentes comunitários para trabalharem como “cuidadores” junto a pessoas com deficiência na horta, no viveiro de mudas, no canteiro de plantas medicinais e no minhocário. Esse programa contou com a parceria da Sociedade Pró-Melhoramentos de Vila Gilda na Zona Noroeste do Município de Santos e o apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria de Assistência Social.
Horta Comunitária da Vila Gilda Estância Bioeducacional (2006 a 2007)
Convite da Prefeitura Municipal de Santos para o desenvolvimento da Horta Comunitária da Vila Gilda Estância Bioeducacional. Um programa de agricultura urbana que integrou - em área sob as linhas de transmissão de eletricidade - horta de olerícolas, viveiro de mudas para reflorestamento, canteiro de plantas medicinais, minhocário e composteiras de resíduos orgânicos. Teve como objetivo o desenvolvimento eco-social da comunidade através da geração de trabalho e renda, recuperação ambiental, educação, saúde, segurança alimentar e nutricional. Parceiros: Sociedade Pró-Melhoramentos de Vila Gilda na Zona Noroeste do Município de Santos, apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria de Assistência Social e da CPFL - Companhia Piratininga de Força e Luz, como cedente da área e patrocínio parcial da Petrobrás.